COLETOR MENSTRUAL – MINHA EXPERIÊNCIA
18.01.2019

A primeira vez que ouvi falar sobre o coletor menstrual foi em 2015 quando a Nath fez esse post aqui. Eu achei bem interessante porque absorvente sempre foi o meu maior martírio. Esquentava e o cheiro incomodava, depois comecei usar absorvente interno e melhorou um pouco, mas ainda sim era incômodo.

A única coisa que me fez resistir o coletor no inicio foi o preço. Estou fazendo esse post porque pra mim é muito comum ver pessoas falando abertamente sobre o copinho, absorventes de pano e calcinhas absorventes, mas no meu trabalho, por exemplo, muitas meninas não conhecem direito.

MINHA EXPERIÊNCIA

Comecei usar o coletor ano passado, ele custou R$55,00 e não lembro a marca. Achei a aplicação bem simples, sempre fico agachada, faço uma dobra simples e coloco. Na primeira vez, você fica desconfiada, eu sentia ele dentro de mim, mas foi mais pela consciência de saber que tinha um treco ali (a famigerada emoção) e usava combinadinho com absorvente com medo de dar tudo errado.

APAIXONEI. Logo no primeiro mês, eu já estava bem adaptada. Estava sempre limpinha, seca e sem cheiro forte <3

Nos primeiros dias do ciclo, quando meu fluxo é mais intenso, eu troco o coletor de seis em seis horas pra não ter o risco de vazar. Quando estou em casa, despejo o conteúdo no vaso, tomo banho, lavo no chuveiro e coloco de novo. Mas preciso fazer trocas no trabalho e na faculdade também e dai não dá pra fazer como faço em casa, né?

Eu sempre carrego uma calcinha extra na bolsa para possíveis acidentes e também ando com lencinhos umedecidos. Quando não estou em casa, despejo o conteúdo no vaso, limpo tanto a vagina quanto o coletor com lencinho umedecido e insiro novamente. Aah é importante sempre estar com as mãos limpas antes de colocar, né? (e depois também kkkk).

E é basicamente isso, vocês usam? Gostam? Tem alguma dúvida? Vamos conversar!

Beijos e até a próxima!

13 comentários

  • FERNANDA disse:

    É A MELHOR COISA DA MINHA VIDA. MEU DEUS EU NAO SABIA VIVER ANTES DO COLETOR. DEUS ABENCOE QUEM INVENTOU. AMOR DA MINHA VIDA. O PROBLEMA É ESQUECER QUE TÁ COM ELE KKKKK

  • Talita Paniago disse:

    Espero me adaptar bem como vc.

  • Nibelle disse:

    Legal, Luma! Eu também aderi e apaixonei desde o primeiro ciclo. Meu fluxo é pequeno, então não preciso trocar fora de casa. Coletor é um total livramento. Um ponto interessante é que, depois de alguns ciclos, decidi cortar a haste do meu. Fica mais confortável ainda. Mas, isso eu indico apenas quando tiver experiência. Outra coisa… Eu odeio absorvente e, pior, odeio calcinha! Estando em casa nunca ponho… mesmo menstruada. É libertador! Precisamos compartilhar nossas experiências e incentivar mais mulheres. Beijos!

    • Luma Nunes Luma Nunes disse:

      Aaaaaa que maravilhosa! Eu já pensei em cortar o cabinho do meu… Vc consegue tirar de boa? AFF tbm odeio calcinha e depois que vc começa andar sem é um caminho sem volta, né? Hahahahah vem mais vezes, Nibelle! Adorei te ver aqui! Beijos!!!

  • Un Tipo disse:

    É A MELHOR COISA DA MINHA VIDA. MEU DEUS EU NAO SABIA VIVER ANTES DO COLETOR. DEUS ABENCOE QUEM INVENTOU. AMOR DA MINHA VIDA. O PROBLEMA É ESQUECER QUE TÁ COM ELE KKKKK

  • Manu Tibúrcio disse:

    Tem alguns meses que estou pensando sobre… acho que vou tentar aderir!

  • Beatriz Ozika disse:

    Nossa que bacana, eu tenho resistência pq não me acostumei nem com o interno, mas como acho a ideia bem bacana, vou testar !!!
    😀😀

  • […] haha. Usei para falar um pouco sobre nossa relação com o próprio corpo e também para ilustrar o post sobre coletor menstrual. Tentei tirar sozinha com timer, mas acabou sobrando pro Douglas. Acho que […]

  • Deixe seu comentário

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    @lumanunesblog