A DISTÂNCIA QUE NOS SEPARA
09.09.2019

A DISTÂNCIA QUE NOS SEPARA

Autor: Kasie West
Editora: Verus
Páginas: 240 
Sinopse:  Em A Distância Que Nos Separa, Caymen Meyers aprendeu desde cedo a não confiar nos ricos. E, depois de anos observando-os, ela tem certeza de que eles são bons em apenas uma coisa: gastar dinheiro em inutilidades, como as bonecas de porcelana da loja de sua mãe. Assim, quando Xander Spence entra na loja, basta um único olhar para Caymen perceber que ele tem muita grana. Apesar de ele ser um fofo e entendê-la como ninguém, Caymen é esperta e sabe que o interesse de Xander não vai durar. Porque, se tem algo que ela aprendeu com a mãe, é que caras ricos vão inevitavelmente partir o seu coração.

Mason, o cantor de rock tatuado — e classe média —, tem muito mais a ver com ela, certo? Então por que ela não consegue tirar Xander da cabeça? Quando a amizade e a lealdade de Xander estão prestes a convencer Caymen de que ser rico não é uma falha de caráter, ela descobre que o dinheiro tem um papel muito maior no relacionamento dos dois do que ela poderia imaginar. Será que Caymen vai arriscar ter o coração partido para encontrar o seu verdadeiro amor?
Nota: ♥♥♥♥

Resenha de Namorado de Aluguel aqui.
Resenha de Ao Seu Lado aqui.

SOBRE A HISTÓRIA

A distância que nos separa é o terceiro livro da Kasie pelo qual eu me apaixono. São histórias levinhas que te fazem voltar a adolescência de uma forma muito quentinho no coração.

Dessa vez, conhecemos a Caymen que vive apertada com a mãe. Desde pequena ela aprende a não confiar nos ricos, então porque parece que Xander Spencer é uma excessão a essa regra?

Xander é rico, não tem nem como argumentar. Mas ele também é um adolescente que está perdido em relação ao futuro… Quando ele conhece Caymen, ela parece ter boas lições para ensinar.

O QUE EU ACHEI?

Gente, essa história tem o único objetivo de deixar a gente suspirando, é um clichê que você lê rapidinho, muito bom para esvaziar a mente daquelas ressaquinhas chatas e também pra exercitar a paciência, visto que às vezes precisamos lembrar que os personagens são adolescentes pra justificar as atitudes haha.

Não tem muito o que dizer sobre, mas recomendo pra quem gosta de histórias despretensiosas e para qualquer idade.

Beijos e até a próxima!

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@lumanunesblog No images found!
Try some other hashtag or username