POR QUE CONTAMOS HISTÓRIAS?
01.10.2020

Eu amo contar histórias, minha família é cheia delas! Falo alto, dramatizo e morro de rir mesmo que já tenha contado a mesma coisa quinhetas vezes. Mas nunca tinha me perguntado: por que contamos histórias e por que isso é tão importante?
Recentemente, fiz um curso de roteiro para iniciantes cuja primeira aula foi esse questionamento. Por isso, achei válido vir compartilhar um pouco com você.

Então vamos começar dizendo que nunca contamos uma história à toa, sempre tentamos incutir um significado a ela mesmo que nas entrelinhas.
Pedro Riguetti meu professor do curso, levantou um ponto que me deixou bastante pensativa, ele disse que até nas histórias mais banais reproduzimos séculos de modus operandi.
Mesmo que a história seja à primeira vista inofensiva, podemos estar passado para frente ideias de heteronormatividade e branquitude, por exemplo.

Há cerca de 70 mil anos, os organismos pertencentes à espécie Homo Sapiens começaram a formar estruturas ainda mais elaboradas chamadas culturas. O desenvolvimento subsequente dessas culturas humanas é denominado história.

Sapiens – Uma Breve História da Humanidade
(mais…)
BEM-VINDO DE VOLTA
18.09.2020

Bem-Vindo! O blog fez seis anos e eu quis mudar um pouco a carinha dele, eu gosto desse formato, então só queria dar uma repaginada mesmo. Escolhi uma paleta de cores nova e mudei o cabeçalho. Coloquei esse ramo de café porque é uma bebida que traz lembranças muito boas do meu pai. Ele faleceu há uns anos, mas deixou muitas histórias e foi baseado em uma delas que me inspirei nessa fase.

O FAZEDOR DE CAFÉ

(mais…)
LOGLINE
14.08.2020

LOGLINE – Imagina que você escreveu um livro muito bom e está em busca de uma editora, mas não está fácil. De repente você entra em um elevador e logo em seguida o editor da sua editora dos sonhos também entra. Ele vai sair um andar antes do seu, portanto é a oportunidade perfeita para você vender seu peixe. Então, como você contaria a sua história em um minuto?

Esse é o conceito da Logline: contar a sua história de uma forma breve e atrativa.
O quão breve? Bem, em uma ou duas frase. Veja bem esse exemplo:

(mais…)
#2 A MEMÓRIA MAIS FELIZ DA INFÂNCIA
02.06.2020

Olho meus joelhos, nenhuma cicatriz. Marcas? Nada. Me pergunto se tive uma infância feliz. A resposta é sim.
Filha de pais amorosos e irmã super protetora, eu nunca fui de sair correndo por ai vivendo grandes aventuras. Apesar de tagarela, sempre fui contida.

A história mais feliz se perde no meio de tantas.
Os aniversários nunca deixavam de ser comemorados, mas a gente não tinha descanso! Tinha que enrolar brigadeiro e encher balão, eu amava cada segundo do meu dia especial.
Teve também a vez que ganhei um cachorrinho tão pequeno que tive que chamá-lo de Pitoco.

(mais…)
FOTOJORNALISMO: CIDADE
16.05.2020

Oi, tudo bem? Esse post vai ser duas coisas: 1. um compilado de fotos que tirei para alguns trabalhos de fotojornalismo na faculdade e 2. um texto que escrevi para uma oficina de escrita que consistia em escrever sobre uma cidade como se ela fosse uma pessoa.

PRAIA DA GRACIOSA

(mais…)
STORY CUBES
29.04.2020

Oie! Ontem nos stories chamei vocês para brincarem de Story Cubes comigo.
Story Cubes é um joguinho bem bacana e criativo. São 9 dados (54 figuras) e só.

INSTRUÇÕES

Ao jogar os dados, observamos as faces que estão viradas para cima.
Cada imagem é um elemento de uma história que você vai inventar, então seja criativo!.
A sugestão é usar 3 dados para o início, 3 para o meio e 3 para o final.

Então aqui está a historinha maluca que eu inventei! Pega um papel e uma caneta e vem jogar comigo!

STORY CUBES #1 – O INCENDIÁRIO

(mais…)
#1 ESCREVA SOBRE O SEU PRIMEIRO AMOR
27.04.2020

Primeiro Amor

Estudava na mesma escola havia anos, nada acontecia de diferente ali, então um dia aconteceu.
Eu não lembro bem quantos anos eu tinha, mas parecia que eu tinha nascido para aquilo, para gostar de alguém.

Seu nome era Gilberto, um nome pouco comum para uma criança. Deveria ter uma lei dizendo que só pessoas velhas deveriam ter nomes tão adultos, assim como João Vitors só podem viver até os dez anos.

Foi o sorriso. O sorriso de Gilberto. Me apaixonei pelos dentes branquíssimos perfeitamente enfileirados. Até os olhos dele sorriam!
Juro que uma vez vi uma estrelinha igual desenho animado quando ele gargalhou.

Infelizmente, esse não era um caso de quem ama o feio, bonito lhe parece. Todas as garotas da escola nutriam um crush pelo meu primeiro amor, então eu não tinha a menor chance.

(mais…)
ESCRITA #1: A HISTÓRIA QUE VOCÊ QUER CONTAR
10.04.2020

ESCRITA – Quer escrever um livro? Então, você é capaz. Muito se fala de dom, nunca acreditei nisso e compartilho do mesmo pensamento do escritor Raphael Montes, ele diz: não é dom, é no máximo predisposição.

Uns dias atrás reclamei que minha inspiração tinha sido roubada pelos processos da escrita. Quando eu tinha 19 anos, escrevi um livro e pareceu muito fácil! É um livro bem escrito? Não. Mas fui capaz de escrever 193 páginas, então isso deve valer alguma coisa.

Isso aconteceu porque eu não fazia a menor ideia do que estava fazendo. O Raphael disse a mesma coisa, ele escreveu Suicidas aos 16 anos de maneira bem irresponsável até. Tudo isso fez mais sentido ainda quando li o discurso Make Good Art de 2012 do Neil Gailman (que eu recomendo fortemente que você leia aqui), ele diz:

“As pessoas que sabem o que estão fazendo conhecem as regras, e sabem o que é possível e o que é impossível. Vocês não. E vocês não devem. As regras sobre o que é possível e impossível nas artes foram feitas por pessoas que não tinham testado os limites do possível indo além deles. E vocês podem.”

(mais…)
NaNoWriMo
30.10.2019

Há uns anos eu me deparo com esse termo esquisito, então sem mais delongas NaNoWriMo é a abreviação de NAtional NOvel WRIting MOnth, ou seja, Mês Nacional de Escrita de Romances.

(mais…)
PUBLIQUEI UM LIVRO II
11.09.2019

Continuando com a série do escrevi e publiquei um livro, a primeira parte está aqui.
Vamos para a parte de encontrar uma editora. Bom, eu não sabia como funcionava um processo de publicação e o que eu fiz foi mandar e-mails para grandes editoras perguntando sobre como funcionava.
Algumas nem responderam, outras cobraram 15 mil reais e eu fiquei a ver navios.

Deveria enviar meu manuscrito? Deveria desistir? A solução que encontrei foi me inscrever em alguns concursos, quando não obtive resultados percebi que pagar para publicar era a melhor saída (não façam isso em casa, crianças).

(mais…)
PUBLIQUEI UM LIVRO I
04.09.2019

Oi pessoal, esse provavelmente é o post que mais escrevo e apago nesse blog. Mas agora vai, vocês fizeram algumas perguntas no Instagram sobre escrita e acho que é uma boa maneira de começar.

INSPIRAÇÃO E PROCESSO CRIATIVO

Muita gente perguntou sobre minhas fontes de inspiração, então vamos começar do começo. Publiquei em 2013, eu tinha 21 anos e esse momento da minha vida, influenciou na escrita do livro. Acredito que para criar conteúdo, primeiro você precisa consumir conteúdo, é dai que vem minha inspiração: livros, músicas, filmes, podcasts, até histórias e gestos de outras pessoas. O escritor é, antes de tudo, um observador.

(mais…)
TITANIC | WRITING TAG
31.07.2018

Oi gente! Queria conversar mais com vocês sobre a minha faceta de escritora, mas não sabia como começar até encontrar essa tag no Brincando de Escritora.

Eu vou responder perguntas relacionadas ao filme Titanic ligando ao meu e-book disponível na amazon: Céu de Tangerina.

Além de Céu de Tangerina, eu escrevi um livro chamado Mais Brilhante Que O Sol que foi publicado por uma editora e que hoje já não está mais disponível no mercado; depois, Folhas de Vidro Colorido que vou revisar e colocar na amazon em breve e no momento, estou escrevendo uma série ainda sem nome, ufa!

Sobre o livro

Logan e Giovana são melhores amigos. Ela namora e ele curte a solterice, mesmo porque a mulher que ele quer não está disponível. Logan já se acostumou a ser apaixonado pela melhor amiga e não ser correspondido. Quando Giovana termina o seu relacionamento de anos, ela embarca em uma jornada de autoconhecimento e se dá conta de uma verdade: ela sempre foi apaixonada pelo melhor amigo. Acontece que nesse meio tempo, Logan finalmente conseguiu se apaixonar por outra pessoa…

Às vezes, nos apaixonamos pela pessoa errada e juramos que ela é a certa. Outras vezes, o amor está bem na nossa frente e não conseguimos enxergar.
Giovana e Logan são melhores amigos e levam bastante tempo para descobrir que, na verdade, foram feitos um para o outro.

 

TAG

  • Rose – O que faz a sua personagem principal ser forte, marcante?

Acho a Giovana muito focada e ela é aquela amigona que não pergunta demais, só vai, sabe? Ela respeita demais o espaço individual de cada um e eu acho isso muito especial.

  • Já faz 84 anos… – Seu livro tem cenas de flashback? Se não, como você lida com o passado dos personagens?

Não é um recurso que eu adoro, mas confesso que escrevo alguns flashbacks sim <3

  • Jack – O que torna o casal principal tão amado?

Acho que a cumplicidade deles que antes de qualquer coisa são amigos.

  • Eu sou o rei do mundo! – Qual trecho do livro você acha que as pessoas vão citar depois de ler?

Awn, eu adoro vários trechinhos, vou escolher um aleatório aqui:

Queria que você se visse através dos meus olhos, Gi. Só assim saberia o quando você é linda.

  • My heart will go on – Tem um amor proibido no seu livro? Se não for proibido, que obstáculos o casal tem que passar para ficar juntos?

Acho que já ficou bem claro na sinopse… Não tem amor proibido. O obstáculo é que quando um não está comprometido o outro está hahahaha é a vida acontecendo.

  • Coração do oceano – A história tem uma meta?

A meta é eles finalmente ficarem juntos.

  • Pinte-me como uma de suas garotas francesas – Tem alguma parte do seu livro que você sentiria vergonha se sua família lesse?

Não, porque até eu tenho vergonha dessas coisaz kkkk.

  • Iceberg – O que você acha falho no seu enredo?

Acho  que alguns erros técnicos de quem escreve adoidado hahaha mas eu até gosto.

 

Espero que vocês tenham gostado desse conteúdo. Beijos e até a próxima!

12
@lumanunesblog